Eita!News!

Além de pegar nos membros de
seguidores publicamente, o presidente
Jair Messias foi flagrado ontem de noitinha dando uma sentada. Vestindo uma camisa justinha do Grêmio na hora da sentada, Bolsonaro tranquilizou seus seguranças: “Ainda não caí, mas já tô na sarjeta”.

O ilustrador, editor e boy do EitaNews, Sergio Ribeiro, o Seri, confessa que já esteve com Corona mas jurou para sua esposa que não pegou. Ele conta que ficou com medo de se aproximar demais, pois, além de casado “Corona é enorme e veio da Itália”, diz. Na época, Seri teria perguntado à artista o motivo de tanta saúde. “Ela, que é brasileira, cantou pra mim seu mantra – aliás só tem essa música! – Jesus Humilha o Satanás-nas-nas-nas…”.


Os médicos Moe, Larry e Curly, concluíram esta manhã que o grau de debilidade mental do presidente Bolsonaro é um caso freudiano, mas não se deve a um trauma materno,  “é culpa do PT!” disseram em coro os três psiquiatras mais birutas da terra. Os doutores Moe, Larry e Curly tranquilizaram a população e disseram “como Jair Bolsonaro é idoso, vai ser recolhido das ruas e passará a usar mordaça cirúrgica.







O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta – com mais de 50% de aprovação nas pesquisas – junto à sua equipe de governadores conseguiu sequenciar o vírus Bolsonaro que ficou totalmente isolado no governo. Mandetta disse que agora o vírus não vai mais causar mal nenhum, pois, “uma vez feito o isolamento nas pesquisas, o Bolsovírus passou a ser totalmente inútil no território brasileiro”.

Após sugestão do General Mourão, a família Bolsonaro adotará o sobrenome Bananinha. Assim, teremos o Ilustríssimo presidente Jair Messias Bananinha, Eduardo Bananinha e assim por diante. Mourão sugeriu ser chamado de General Bananão, mas Eduardo impediu, dizendo que um vice não pode “ser mais que o Capitão”. Outro decreto também estipula que o Brasil passará a se chamar oficialmente definitivamente de República das Bananas.

Apoiadores do governo Bolsonaro promoveram na noite de quarta-feira, 18, panelaço no país imaginário do Palácio do Planalto. Munidos de panelas financiadas em três anos pela Havan, os manifestantes pediam a renúncia do atual governo com gritos de
“Fora PT!”
Os participantes lotaram uma van que chegou atrasada quatro anos para o evento pilotada pelo motorista de aplicativo
Rubens Barrichello.

As fronteiras entre o Brasil e o Palácio do Planalto foram fechadas na manhã desta quarta-feira. Desta maneira, nenhum habitante daquele país poderá transitar em solo brasileiro. O Planalto é um país fantasioso que só existe na cabeça de um habitante. Semelhante a uma ilha, ele é um território cercado de criaturas com capacidade mental limitada vestidos de verde e amarelo que emitem um som repetitivo: “MITO, MITO!